CLIQUE NO PLAY E ASSISTA O VIDEO,

ULTIMAS NOTICIAS

ULTIMAS NOTICIAS

Carlos Eduardo anuncia cortes em contratos para buscar equilíbrio fiscal

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), não tem para onde correr: já que decidiu não aumentar tributos ou criar novas taxas, e não pretende exonerar servidores, sejam comissionados ou até efetivos [como permite a Leia de Responsabilidade Fiscal em caso de descumprimento dos limites de gastos com pessoal], só resta cortar despesas.
Na última terça-feira (25), o prefeito apresentou uma tesoura afiada. Ele vai cortar vários tipos de contratos, desde aluguéis de carros, de imóveis, de combustíveis, de terceirizados, e prometeu rever outros gastos.
Sob o argumento de que a educação superior é obrigação do governo federal, Carlos Eduardo vai acabar com isenção que beneficia estudantes inscritos no Proeduc (Programa de Incentivo à Educação Universitária).
As bolsas do Proeduc serão suspensas a partir de 2017. O prefeito isenta a universidade particular do ISS e em troca oferece bolsas aos alunos carentes. O programa custa R$ 10 milhões por ano, e o dinheiro está fazendo falta para pagar servidores. Isso vai render muita discussão na Câmara Municipal.
Carlos Eduardo também vai acabar com renúncia fiscal para serviços hospitalares. São outros 14 milhões que ele pretende economizar. A prefeitura vai desvincular a taxa do lixo ao valor do IPTU, outros R$ 30 milhões.
Com todas essas medidas o prefeito pretende aliviar o caixa em R$ 159,3 milhões entre o fim deste ano e ao longo de 2017, recuperando em parte o que perdeu com a frustração de receitas, principalmente, com os repasses do ICMS (estadual) e FPM (federal).
 

Pesquisar este blog

Arcebispo da Paraíba convoca para Greve Geral

A Greve Geral que deve paralisar o Brasil próxima sexta-feira, 28, ganhou reforço de membros da igreja Católica. Na P...

MAIS VISTAS

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK

INSTAGRAM @namidiadorn