CLIQUE NO PLAY E ASSISTA O VIDEO,

ULTIMAS NOTICIAS

ULTIMAS NOTICIAS

Ocupantes de cargos comissionados da Prefeitura são obrigados a participarem de feijoada de adesão

Marcos Antônio (PSOL) apontou, ainda, que Carlos Eduardo vetou projeto de regularização fundiária de sua autoria


“Colocar essas famílias na rua foi mais fácil de que finalizar as obras", criticou

O vereador do PSOL, Marcos Antônio, criticou a ação do governo do Rio Grande do Norte, que cumpriu uma determinação judicial de reintegração de posse no último dia 31 de março, ocasião que culminou com o despejo de 65 famílias que ocuparam as casas ainda em construção no conjunto Praia-Mar, localizadas na marginal da avenida Capitão-mor Gouveia, bairro de Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal.

“Acreditem se quiser, mas para essa ação, foram utilizados cerca de 230 policiais militares, helicóptero Potiguar 01, aeronave da Secretaria de Segurança Pública e polícias civis, um verdadeiro arsenal humano para cumprir a desumanidade”, disse Marcos Antônio.

De acordo com o parlamentar, o Governo do Estado “colocou literalmente na rua mais de 60 famílias que são compostas por idosos crianças e outros, alegando uma ilegalidade causada por ele mesmo, a não conclusão das obras”. “Colocar essas famílias na rua foi mais fácil de que finalizar as obras dando a eles um direito constitucional o da moradia digna”, comentou o vereador Marcos.

Crítica ao prefeito

“Aliado a tudo isso, está a inconsequência do prefeito Carlos Eduardo que vetou o projeto de regularização fundiária, projeto de nossa autoria que iria dar a essas famílias o direito documental de suas residências, evitando assim a expulsão desses moradores”, finalizou o vereador do PSOL.

Fonte: Agora RN

Pesquisar este blog

Arcebispo da Paraíba convoca para Greve Geral

A Greve Geral que deve paralisar o Brasil próxima sexta-feira, 28, ganhou reforço de membros da igreja Católica. Na P...

MAIS VISTAS

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK