CLIQUE NO PLAY E ASSISTA O VIDEO,

ULTIMAS NOTICIAS

ULTIMAS NOTICIAS

DIREITO A SAÚDE PÚBLICA >> Médicos Populares avançam na defesa do SUS

Retros Rede
A Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares foi criada em 2015 para aglutinar e mobilizar profissionais que defendem o SUS como contribuição para uma sociedade mais justa, democrática, emancipatória e popular
Criada em 2015, a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares surge em uma conjuntura política de ataques a direitos sociais, entre eles a saúde. A perda de verbas para o Sistema Único de Saúde (SUS), a proposta do presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha de retirar do Estado a responsabilidade com a saúde pública e os ataques ao Programa Mais Médicos são exemplos de medidas discutidas no Congresso Nacional neste ano e que representam retrocessos no setor.
A Rede nasce para aglutinar e mobilizar médicos que exercem a medicina em uma perspectiva de garantia de direitos, comprometidos com a saúde dos brasileiros. “Somos trabalhadoras e trabalhadores da saúde que valorizam as lutas populares históricas em nossa realidade brasileira e latino-americana e que defendem o SUS como contribuição essencial para uma sociedade mais justa, democrática, emancipatória e popular”, diz documento de apresentação do grupo.
Entre as ações de destaque promovidas neste ano pela Rede, está a brigada de solidariedade aos moradores do desastre de Mariana, provocado pelo rompimento das barragens de rejeitos da mineradora Samarco. Os médicos populares estiveram na região para fazer um diagnóstico situacional de saúde a curto, médio e longo prazos.

Pesquisar este blog

Arcebispo da Paraíba convoca para Greve Geral

A Greve Geral que deve paralisar o Brasil próxima sexta-feira, 28, ganhou reforço de membros da igreja Católica. Na P...

MAIS VISTAS

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK