CLIQUE NO PLAY E ASSISTA O VIDEO,

ULTIMAS NOTICIAS

ULTIMAS NOTICIAS

Datena negocia candidatura com PSB

São Paulo - O jornalista José Luiz Datena mescla frases como “eleição é armadilha para idiotas” e “sou um cara movido a desafios” para negar e ao mesmo tempo se posicionar como possível candidato à Prefeitura de São Paulo em 2016. O âncora do programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, confirma que foi sondado formalmente pelo PSB e que já conversou com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) sobre o assunto. E como fazem quase todos os políticos a um ano e três meses da eleição, ele nega uma eventual candidatura, com a ressalva: “O perigo é deixar a vaidade se afastar da realidade”. 
A sondagem ao jornalista foi antecipada pelo portal UOL. Datena confirma que teve conversas “muito boas” com o vice-governador Márcio França, presidente estadual do PSB, quando recebeu um convite formal para se filiar à legenda. Uma nova reunião entre o jornalista e França está marcada para a semana que vem. 
O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse que o contato com Datena é preliminar e não prejudica as tratativas para a filiação e eventual candidatura da senadora Marta Suplicy (sem partido-SP), até então principal aposta da sigla para 2016. “Não tem problema nenhum no Datena vir para o partido, mas não é pra tirar a candidatura dela não”, disse. 
Marta, entretanto, já adiou por duas vezes sua filiação no PSB e admitiu conversas com o PMDB, o que irritou dirigentes do partido, principalmente em São Paulo. Márcio França diz que o diretório respeita o “tempo da decisão” de Marta, mas neste momento está fazendo o mesmo que ela. “Estamos especulando alternativas, ela partidárias e eu de candidatos”, disse França, ressalvando que ainda não há nada de concreto. Questionado sobre o assunto, Datena diz apenas que “as pessoas não precisam temer antes do tempo”.
Outros. O apresentador disse ainda que foi “sondado por outros políticos”, sem dar nomes. “Esses caras ainda vão ter que se coçar muito”, disse, referindo-se a um possível convencimento. “Quero que me convençam que sou necessário e importante. Até agora não fui.”
Sobre a conversa que teve com Alckmin, Datena relata que o governador falou sobre as agruras de um candidato e não fez qualquer convite. “Foi no Palácio dos Bandeirantes logo após a morte de Thomas (filho do governador, morto em um acidente de helicóptero em 1.º de abril)”, disse. Conversamos por umas duas horas sobre o que tinha acontecido e uns dez minutos sobre a vida política. Ele me disse ‘se você entrar num negócio desse não tem nada a ganhar, só a perder’”, disse. 
Ao mesmo tempo em que nega intenção em se candidatar, o apresentador adota um discurso que depõe ao contrário. “Nunca tive pretensão política mas como cidadão estou convencido que já chega. As opções (de candidatos) estão cada vez mais escassas”, disse. “Se eu me candidatar não vou depender de marqueteiro político. Não vou permitir que me digam o que devo fazer. ”

Fonte: Estadão

Pesquisar este blog

Arcebispo da Paraíba convoca para Greve Geral

A Greve Geral que deve paralisar o Brasil próxima sexta-feira, 28, ganhou reforço de membros da igreja Católica. Na P...

MAIS VISTAS

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK